Manda quem pode, obedece quem tem juiz…

Primeiro gostaria de assumir que sou péssimo em manter postagens regulares, apesar de já estar ficando um pouco melhor nisso, ainda não se passou um mês desde a ultima.

Segundo, eu gostaria de dividir algo que ocorreu ontem. Como já menciono aqui no blog, sou corretor de imóveis, e atualmente o trabalho de corretor de imóveis não se restringe somente a ficar dentro de stand de vendas ou dentro da empresa de vendas aguardando ou atendendo clientes, o corretor agora tem a opção de ir a rua e fazer a prospecção de venda do tipo corpo-a-corpo, mais conhecido no meio como “pirata”, pois bem, ontem eu estava em um destes “piratas” e então que chega a guarda municipal do Rio e um reboque, aparentemente ouve uma denuncia, e que muitos acreditam ter sido feita pelo síndico de um condomínio próximo, aparentemente insatisfeito com os carros dos corretores parados na calçada onde os moradores colocam os carros. Eis que então o guarda municipal se poe a rebocar um carro, mais exatamente o carro mais mal conservado do local(além de sujo, estava com os 4 pneus arriados), um Citroen 95 cinza, que vejam a coincidência, aparentemente pertencia(apesar de estar no nome de uma representação farmacêutica) a um morador do condomínio, e mais coincidência ainda este morador ser juiz… Não posso esquecer de dizer que a situação ficou um pouco tensa, tanto que uma viatura da guarda municipal chegou com mais dois agentes, o interessante a dizer é que chegar e colocar o carro no reboque foram ações que demoraram minutos, quanto ao tempo em que depois de o carro no reboque e a saída do reboque para o “deposito” foram horas. É certo dizer que uma ação desta chama a atenção, então eu, outros corretores, passantes e moradores próximos ficamos olhando o ocorrido e depois de quase uma hora desde que eles chegaram, o guarda municipal, começou então seu trabalho de multar os carros parados nas calçadas, faz tempo que eu tirei minha carteira de motorista e as unicas coisa que tenho certeza quanto a estacionar é não parar onde tem placa dizendo para não parar e poder parar em frente a farmácias para rapidamente comprar um remédio, o restante por ser muito detalhado, com o tempo acabamos esquecendo, agora por que eu fiz essa reflexão sobre lugar proibido de estacionar, bem, é porque eu perguntei ao guarda municipal se ali também era proibido já que não tinha placas de proibição, eis que muito rudemente ele me respondeu, “deixa seu carro ai então para ver se é proibido ou não, tem mais reboques a caminho para retirada dos outros carros”, bem, acho que ele devia estar um pouco contrariado por causa do carro do juiz, afinal, como ele iria adivinhar. Seguindo a história, eu que procuro ao máximo colaborar com as autoridades, a ordem e a lei, retirei meu carro do local e coloquei dentro de um local apropriado para estacionamento, e liguei para o numero 153 que é o numero da guarda municipal onde todo o cidadão pode ligar para tirar duvidas ou fazer denuncias, lá falei a atendente que foi muito simpática e solicita e me explicou os casos em que se aplica estacionamento proibido, após a explicação dela, argumentei sobre o que estava ocorrendo e perguntei que se até certa hora os reboques que o guarda municipal contrariado avisou que viriam não chegassem se eu deveria ligar para informar, ela prontamente disse que sim, que eu ligasse e reclamasse que os reboques não vieram. Bem, eles não vieram e estou esperando até agora enquanto escrevo este texto, mas não fiz questão de ligar para reclamar, afinal, o rapaz só deu azar de pegar o carro do juiz…
Ah, quase ia esquecendo, devido a formar rude que o guarda municipal me tratou, fiz questão de ir de carro seguindo o reboque para ver eles entregando o carro no “deposito”, mas devido aos nossos sinais de transito e transito tão caóticos não pude acompanhar por muito tempo e os perdi de vista, mas preferi dormir acreditando que todos são iguais perante a lei e que o carro foi apreendido e levado ao deposito.

Enquanto isso nossos politicos só nos dão vergonha

Achei que devia escrever algo para desabafar uma coisa que sempre vejo se falar na internet, jornais, revista, radio e televisão; Partidos políticos reclamando e condenando o atual governo. A bola da vez é sobre a volta do CPMF, com outro nome, mas o mesmo imposto.
Não sou a favor de nenhum nem outro, mas acho que se deveria fazer algo em beneficio do povo ao invés de ficar com brigas partidárias. Que os partidos políticos não servem ao povo já sabemos a algum tempo, mas agora eles parecem nem querer disfarçar mais isso. Que tal essa idéia, ao invés de ficar criticando o atual governo por voltar um antigo impostou, ou reclamar aos quatro ventos que eles querem mexer na poupança (coisa que nem vou comentar agora pois isso em parte é bom), por que eles não param então de pedir aumento aos altos salários deles? ora, foi aprovado para o Ministro do STJ o aumento de R$ 24,5 mil para R$ 26.723,13 em fevereiro de 2010, mais de R$ 2 mil, agora eu gostaria de saber, além do obrigatório que é o trabalho deles, eles estão fazendo mais alguma coisa extra para ganhar um aumento de R$ 2 mil? eles precisam mais do que os já bem altos R$ 24,5 mil que recebem todos os meses? (isso sem contar as ajudas de custo como moradia, transporte e etc). Se não fosse todos estes aumentos não seria preciso tantos impostos nem a criação de novos(ou ressurreição de outros).
O Brasil é um pais riquíssimo, e se não fosse todo esses recursos mau distribuídos, causando a quantidade excessiva de impostos que temos hoje, certamente em alguns anos já seriamos considerados um pais de primeiro mundo, pois com os recursos sendo corretamente empregados, teríamos educação, saúde, cultura e segurança para todos e com grande qualidade.
Sabe, eu tenho uma assinatura de tv a cabo e faz parte do pacote os canais políticos tv câmara, tv senado, tv justiça e canal legislativo. Eu gostaria de escrever algo aqui em relação a comparação entre alguns canais bloqueados a esses canais políticos, mas depois apaguei pois apesar das minhas opiniões, não acho que seria interessante, mas eu assisto a esses canais eventualmente (me refiro ao tv câmara, tv senado, tv justiça e canal legislativo), mas que por vezes penso que nem deveria ter assistido tamanho o descaso em varias das sessões. A ultima vez que assisti o canal legislativo, vários vereadores estavam presentes na casa mas não responderam a chamada sendo assim, se absterão de votar a pauta do dia, mas ficam la para bater-papo, almoçar e tomar um cafézinho. Eu realmente aconselho a quem tem estomago fraco, brio e ética a não assistirem as sessões pela tv, muito menos pessoalmente.
Ah, quase me esqueci, agora que o STJ conseguiu esse aumento que falei no inicio, o legislativo também quer…